Política ambiental

Por a GARDENA fazer parte do grupo Husqvarna, a proteção ambiental é encarada com seriedade em todos as suas instalações de produção. Temos consciência de que o futuro das diferentes instalações pode ser assegurado a longo prazo, não só devido a lucros e crescimento, mas também ao assumir a responsabilidade social. Por conseguinte, atribuímos uma grande importância à segurança ambiental das nossas unidades de produção. Para nós, proteção ambiental integral e sustentável significa não só cumprir obrigatoriamente os requisitos legais, mas também incluir os aspetos ambientais nos processos operacionais relevantes e melhorar continuamente as nossas medidas ambientais dentro das instalações de produção, a todos os níveis.

Os nossos funcionários são essenciais para um sistema de gestão ambiental funcional. Por isso, são ativamente envolvidos, informados e formados. Sempre que possível e na medida do razoável, procuramos conciliar os aspetos económicos com a proteção ambiental nas nossas práticas e decisões diárias. O nosso objetivo é evitar qualquer impacto ambiental desnecessário, colocando a enfâse na proteção preventiva do ambiente.

As nossas diretrizes

  • Utilizamos todos os recursos necessários de forma eficiente e deixamo-nos guiar pelo conceito de economia da reciclagem.
  • As emissões, resíduos e materiais perigosos são evitados, quando possível, ou reduzidos.
  • Os riscos e potenciais perigos são regularmente registados e avaliados e evitados, sempre que possível. Os planos de emergência ajudam a reduzir os danos em caso de emergência.
  • Ao definirmos dados ambientais importantes, monitorizamos os nossos principais impactos a nível ambiental, lançando assim as bases para tornar claro o potencial para melhorias.
  • Mantemos o público, a administração e os parceiros contratuais informados acerca da nossa política ambiental. Esta gestão de relacionamento – também com outras empresas – apoia a troca de experiências e ideias.

Medidas ambientais

As medidas específicas de melhoria contínua da proteção ambiental são, por exemplo:

  • Medidas de conservação de energia, por exemplo, substituição de dispositivos que desperdiçam energia, utilização de computadores e monitores eficientes em termos energéticos ou iluminação otimizada na produção e administração.
  • Redução dos transportes e, consequentemente, das emissões de CO2 através de diversas medidas, nomeadamente a otimização do espaço de carga dos camiões.
  • Separação correta dos resíduos, superando em algumas situações os requisitos legais.
  • Utilização de embalagens reutilizáveis em transportes dentro da unidade de produção e entre unidades, por exemplo, uso de caixas de plástico de longa duração para transportes no interior das instalações. Desta forma, são poupadas várias toneladas de cartão e películas de plástico.
  • Substituição das lacas que contêm solventes por lacas à base de água na fábrica de Niederstotzingen. Graças a esta medida, os limites definidos pela diretiva COV não foram atingidos por uma margem de aproximadamente 50%, poupando assim 10 toneladas de solventes por ano.

FSC®

Com o selo FSC para produtos de madeira, o grupo Husqvarna demonstra o seu interesse em agir de forma sustentável, sobretudo a nível da gestão florestal sustentável, garantindo o cumprimento das necessidades sociais, económicas e ecológicas das gerações atuais e futuras. Os produtos do grupo em causa são os punhos de madeira combisystem e as tesouras de poda Classic da marca GARDENA.

O selo FSC só pode ser utilizado em conjunto com um certificado válido. Por conseguinte, além da GARDENA Manufacturing GmbH, também outras empresas de vendas do grupo Husqvarna foram certificadas. A implementação do sistema FSC constituiu mais um passo importante no sentido de cumprir a filosofia do grupo Husqvarna e da GARDENA no que diz respeito à gestão sustentável.

FSC é o acrónimo de Forest Stewardship Council (Conselho de Gestão Florestal). Foi fundada como uma organização sem fins lucrativos após a Cimeira da Terra sobre o desenvolvimento sustentável que teve lugar no Rio de Janeiro em 1992. Além da introdução do certificado FSC, a principal função da organização FSC é a definição de normas. Foram ainda definidos 10 princípios para os titulares de certificados, por exemplo, relativamente aos seguintes critérios:

  • Proibição de conversão de florestas e quaisquer espaços de vida natural
  • Proibição do uso de produtos químicos altamente perigosos
  • Defesa dos direitos das populações autóctones e dos trabalhadores estrangeiros
  • Cumprimento da legislação aplicável e dos contratos internacionais

O cumprimento dos princípios supramencionados é um dado adquirido para as empresas de vendas Husqvarna envolvidas.