Utilizamos cookies para melhorar a experiência no nosso website. Ao prosseguir com a utilização deste website indica que concorda com a nossa políticas de utilização de cookies. Obtenha mais i

Cinco sugestões fáceis para um magnífico relvado

A relva verde verdejante do lar... Um relvado bonito é uma das características mais desejadas nos jardins de todo o mundo. Encontra aqui cinco sugestões úteis que o irão ajudar no seu objetivo para um relvado perfeito.

O bom tempo já começou e está na hora de desfrutar do seu maravilhoso relvado. Um relvado que será o orgulho da vizinhança e que, com o devido tratamento, se manterá viçoso e verdejante. Para o ajudar, reunimos uma lista de aspetos importantes a ter em mente:

1. Cortar

Cortar regularmente a relva é importante, pois fortalece a relva. Sobre a técnica de corte: Poucas vezes e com alguma frequência é melhor do que tudo de uma vez. Cada vez que cortar a relva, alterne as direções e os padrões de corte, para que as folhas não sejam empurradas sempre na mesma direção. Em cada corte, o princípio básico é encurtar a altura da relva em cerca de metade a dois terços, mantendo uma altura aproximada de 5 centímetros. No pino do verão, talvez seja boa ideia deixar a relva um pouco mais alta, pois assim suporta melhor os períodos de seca.

2. Fertilizar

Quado corta a relva esta perde nutrientes, os quais terão de ser repostos para obter um crescimento máximo. Portanto, a partir do início da Primavera, deve fertilizar o relvado a cada quatro ou cinco semanas. Precisará de azoto, potássio e fósforo, e poderá encontrar misturas de fertilizantes especiais para a relva no seu centro de jardinagem local. A quantidade a utilizar encontra-se indicada nas embalagens.

3. Regar

Se quer um relvado viçoso e verdejante durante todo o Verão, é importante regá-lo. A frequência com que o deve fazer depende da temperatura e da humidade. Quando a relva necessita de água começa a ganhar um tom azul-acinzentado e as folhas mais velhas da planta começam a encarquilhar ou a murchar. Se plantou um relvado novo, normalmente precisará de o regar uma vez por dia para que as sementes possam germinar e se possa formar um sistema de raízes sólido. Hoje em dia, a rega pode ser feita com um esforço mínimo. Pode regar o seu jardim manualmente, de modo parcial ou totalmente automático. A gama de produtos da GARDENA inclui soluções de rega móveis ou fixas, assim como bombas e controlos de rega. Se desejar, sistemas automatizados e aspersores inteligentes e controlados por computador podem fazer o trabalho e só terá de se lembrar de programar e colocar os aspersores.

4. Controlar as ervas daninhas

Com persistência e com a técnica certa poderá ganhar a batalha contra as ervas daninhas no seu relvado. Muitas ervas daninhas podem ser retiradas usando meios mecânicos. As ervas mais pequenas (verónicas ou trevos brancos) devem ser removidas com um escarificador manual, frequentemente usado para as revolver e impedir o seu crescimento. As margaridas e os dentes-de-leão devem ser removidos com um sachador de raízes, sendo muito importante apanhar o máximo da raiz para impedir que voltem a crescer. Se – contra todas as expectativas – for derrotado, deverá pensar em usar herbicidas. No caso de as ervas daninhas destruírem o relvado, a melhor solução é reestruturar o solo por completo e cobri-lo com rolo de relva.

5. Escarificar e arejar

As raízes do relvado precisam de ar para poderem respirar e crescer. Muitas vezes, o solo de um relvado não é suficientemente arenoso para que as raízes recebam ar suficiente, o que se traduz num mau crescimento. Com a ajuda de uma simples forquilha pode fazer buracos na relva e enchê-los com areia grossa. Isto permite que a água da superfície escorra e também fornece oxigénio às raízes. Para remover raízes mortas e outros detritos, talvez seja boa ideia escarificar a relva. Remover o colmo do relvado permite que as partes inferiores da relva tenham mais espaço para respirar e ajuda folhas a crescer.

Comments