Utilizamos cookies para aprimorar sua experiência em nosso website. Ao continuar navegando por este website, você concorda com o uso de cookies. Para saber mais, leia Cookies

Secção especial sobre como aparar as suas plantas

Depois da publicação do número anterior do Newsletter da GARDENA, recebemos muitas perguntas sobre como aparar as plantas no Outono. Não podemos dar-vos aqui um manual para especialistas. Porém, gostaríamos muito de vos dar alguns conselhos úteis.

O que é que se deve cortar?

- Todas as partes mortas ou afectadas por doenças (ramos afectados por podridão castanha em cerejeiras, cancro europeu em plátano-bastardo, etc.)

- Ramos a competir por espaço que estejam em contacto, causando ou podendo causar lesões na casca.

- Todas as parte que impeçam as pessoas de utilizar com seguranças os caminhos no Inverno.

- Ramos novos no topo da copa e os seus botões por rebentar, botões que floriram e caules com sementes (p. ex., em barba-azul, Perovskia, roseiras e arbustos de borboletas)

- Folhas mortas em arbustos e gramíneas. Mas: As gramíneas e os ramos com sementes dos arbustos após a maturação ou cobertos de neve podem ter um aspecto muito bonito nos jardins de Inverno/Outono, em particular quando iluminados pelos candeeiros de jardim GARDENA. Além disso, os insectos de jardim passam o invernos nas canas ocas ou nos ramos com sementes. Deve, portanto, avaliar a situação e apará-los antes na primavera.

O que não se deve cortar?

Nesta fase, deve cortar com moderação. A geada pode causar danos nos cortes e também pode congelar os ramos. Por isso, se cortar agora a planta ao nível da Primavera e esta for afectada pela geada, fica sem espaço de manobra para corrigir esse problema na Primavera. Corte menos agora, para poder ter espaço de manobra para cuidar da sua planta na Primavera.

Notas sobre algumas variedades mais populares

Buxo: O buxo é uma planta de folha perene que pode ser susceptível à geada. Só deve, portanto, cortá-la na forma desejada na Primavera. O buxo tolera ser cortado até aos ramos antigos na Primavera, e novos rebentos surgirão. Quado a planta começar a rebentar, aplique um pouco de fertilizante e quando os ramos atingirem 5 cm de comprimento apare de novo para a forma desejada. Ver também> Plantas para sebes

Cotoneáster: Os cotoneásteres rasteiros são muito resistentes à geada. Podem ser cortados de acordo com a área de plantação, usando-se um corta sebes. A planta tolera bem ser cortada até aos ramos mais antigos, mas é preferível fazê-lo na primavera. As plantas jovens devem ser aparadas na primavera para metade do comprimento do ramo do ano anterior, para se obter uma estrutura mais compacta e uma melhor ramificação.

Teixo: Resiste muito bem a ser cortado, mesmo quando é aparado até aos ramos mais velhos. O ideal é podar o teixo na primavera porque as coníferas actuam como quebra ventos nos jardins de inverno e proporcionam um abrigo para os pássaros.

Lilás: Não precisa praticamente de ser aparado. Geralmente, após serem aparados, apresentam um forte crescimento, o que também pode originar um crescimento desordenado na área cortada. Tolera ser aparado até aos ramos mais antigos; é preferível fazê-lo na primavera. 

Se decidir cortar o teixo, apare os ramos e pequenos galhos mais velhos de modo a obter um comprimento semelhante em toda a planta. Se quiser estimular crescimento novo, corte os ramos maiores no meio da planta; não lhes reduza o comprimento; deixe apenas os 5 a 7 ramos mais fortes. Apare os arbustos mais velhos em 30 a 50 cm, se necessário, para regenerar o arbusto através de novo crescimento em 2 a 3 anos.

Fig: Apare na Primavera pois a planta é susceptível à geada Já se consegue ver na planta os frutos de 2009. Só deve, portanto, apará-la apenas um pouco na Primavera. A seguir concentre-se principalmente na forma e em retirar alguma da ramagem. Como os marmeleiros, as figueiras não reagem de forma sustentável à poda. Não se obtém uma melhor ramificação, quando se apara os ramos de um ano no topo da copa. Só é possível estimular a ramificação dos ramos de um ano, se estes forem cortados no local adequado.

Gramíneas: Não tem de as cortar nesta altura do ano; em vez disso, agrupe-as num feixe com uma corda, se necessário, e corte-as na Primavera. Dessa forma, protege a zona central da planta da geada e da humidade de Inverno; isso é necessário, por exemplo, no caso da erva-das-pampas.

Sebes: Não as corte no Outono! Sebes jovens: Primeira poda em Maio/Junho, segunda poda em Agosto/Setembro. Nas sebes antigas, poderá ser suficiente cortar uma vez antes do segundo crescimento (no final de Junho). No caso das sebes de coníferas, é melhor cortá-las antes dos novos rebentos, para que as feridas cicatrizem rapidamente. Na Alemanha, alguns Estados emitem directrizes sobre quando cortar as sebes (para proteger os pássaros na época da reprodução e na fase juvenil). Para mais informações, contacte as autoridades locais (departamentos de parques e jardins e entidades responsáveis pela conservação de espaços naturais). Ao cortar sebes, tente dar uma forma inclinada aos lados, para evitar que a parte inferior fique sem ramagens. Por cada 100 cm que avança em altura na sebe, cada lado deve ter menos 10 cm (ou seja, o arbusto deve ter menos 20 cm de largura).

Groselheiras: Em 2009, os ramos claros de 2008 com um espessura semelhante à de um lápis darão frutos de qualidade; estes ramos devem ser aparados (na Primavera) para ficarem mais leves. Ao mesmo tempo, o corte deverá estimular também o crescimento dos rebentos de 2009 (ou seja os ramos que darão fruto em 2010). Retire ramagens ao arbustos para o tornar menos denso, cortando os ramos mais escuros com mais de 3 anos de idade (logo acima do solo ou ao nível do solo, se a ramificação for boa). Apare os arbustos, cortando os ramos até ao comprimento de ramificação desejado. Deixe apenas 5 a 7 dos ramos ao nível do solo mais fortes e não altere o seu comprimento.

Cerejeiras: Reduza a densidade da ramagem das cerejeiras na primavera após a floração. As cerejeiras com fruto devem ser podadas imediatamente após a colheita em Junho/Julho. Apenas corte/apare um pouco! Cortar demasiado pode causar a exsudação de seiva, o que pode matar a planta após alguns anos.

Árvores do kiwi: Deixe três a sete ramos laterais no ramo principal vertical (dependendo da estrutura que sustém a árvore do kiwi); estes são os principais ramos a dar fruto. Os botões dos ramos que dão fruto irão crescer a partir desses ramos principais. Corte-os no verão deixando apenas oito a dez folhas, a começar pela primeira folha acima dos frutos. No final do inverno, corte os mesmo ramos deixando apenas três a cinco botões e novos ramos de fruto irão rebentar aí. Cada três a quatro anos, remova o complexo de ramos mais velho no ramo principal e substitua-o com um ramo jovem de fruto.

Salgueiro tortuosa: A Primavera é a melhor altura para podar; no Inverno os ramos menos grossos podem congelar. Estes ramos podem ser identificados e cortados na Primavera. Esta árvore tolera bem a luz e uma poda extensiva, podendo ser cortada até aos ramos mais antigos.

Alfeneiro: Tolera muito bem a poda, mesmo quando é cortada até aos ramos mais antigos, apenas um palmo acima do solo. De resto, aplica-se os mesmos princípios que às sebes.

Oliveiras: A melhor altura para a poda é a Primavera. Reduza a densidade da ramagem, removendo primeiro os ramos mais antigos e que estão menos espaçados. Reduza o comprimento dos ramos, cortando até ficar com o tamanho dos ramos mais curtos, e conclua aparando para ficar uniforme. Tolera uma poda extensa, até aos ramos mais antigos, na Primavera. As oliveiras toleram bem grandes cortes através do crescimento de ramos compridos. Corte-os, ficando apenas com alguns ramos estruturais.

Ameixeiras: Não pode no outono; corte no final do Inverno antes de os botões rebentarem.

Rododendro Corte os ramos após o fim da floração, reduzindo para um comprimento semelhante ao de um ramo inferior adequado. Em alternativa, apare até aos ramos mais antigos; os rododendros fortes e saudáveis toleram muito bem ser aparados.

Rosas: Corte em um terço todas as roseiras de canteiro e as roseiras trepadeiras e arbustivas. Apare um pouco na Primavera. Nas roseiras bravas deixe as bagas como decoração e apare-as na Primavera, em vez de as cortar nesta altura.

Pinheiro guarda-chuva japonês: Não toleram bem ser cortado; apenes apare na Primavera devido à sensibilidade à geada. Nessa altura, corte um ramo até ficar com o comprimento adequado de um pequeno ramo. Assim, o ramo fica mais pequeno, mas a ramagem verde permanece como lenho de reacção.

Noveleiro: Excepto para a Rosa de Gueldres, corte apenas na Primavera. De resto, corte da mesma forma que> o lilás.

Budleia: No Outono, corte apenas um terço ou metade das budleias; não corte mais do que isso para evitar danos causados pela geada (ver acima). Em Março/Abril, antes início do crescimento, apare um pouco (reduza a densidade das ramagens e corte cerca de 50 cm).

Plantas para vasos grandes e selhas



Árvores de citrinos:
Corte apenas na primavera; a seguir reduza a densidade da ramagem e apare para a copa ficar uniforme, se necessário, para estimular o novo crescimento e uma grande quantidade de flores (p. ex., as laranjeiras dão flor nos ramos de um ano).

Trombeta de Anjos: Apare apenas um pouco antes do Inverno. Quando mais cortar nesta altura, mais tarde irá ocorrer a floração no ano seguinte, porque será necessário que ocorra primeiro o crescimento das flores.

Solanum rantonnetii: Apare, nesta altura, um terço e faça uma poda estrutural na Primavera A seguir pode ser cortada, mantendo-se os ramos mais antigos. 

Loendro: Tolera muito bem uma poda, pode ser cortada até aos ramos mais antigos, na primavera. Porém, é sempre melhor aparar na forma de um garfo, mantendo, dessa forma, os ramos folhosos como lenho de reacção. Tenha também em atenção que, após a poda, algumas variedades de loendro apresentam uma melhor ramificação do que outras. Deve-se aparar o loendro, em geral, imediatamente após a floração. Se cortar a planta, agora, no Outono, pode remover os botões para o ano seguinte. 



Lantana camara:
O mesmo que para Solanum rantonnetii

Citronela: Geralmente, não se cortam as plantas de citronela, pois ficam cada vez mais bonitas com o passar dos anos. Contudo, se necessário, pode cortar cerca de um bom palmo. A melhor altura para o fazer é na Primavera.

Comments