Utilizamos cookies para aprimorar sua experiência em nosso website. Ao continuar navegando por este website, você concorda com o uso de cookies. Para saber mais, leia Cookies

Flores mágicas do Extremo Oriente

Enquanto o jardim sonha no seu sono de Inverno, as camélias, com os seus abundantes jogos de cores e formas cativam-nos no seu feitiço.

Inspiradoras e sumptuosas

A Camellia japonica, o seu nome latino, é um símbolo de imortalidade. A Imperatriz Josefina de França liderou a moda das camélias e até ao presente é o emblema e flor preferida de Coco Chanel. As suas flores encantadoras, que lembram rosas silvestres, inspiraram escritores, compositores e pintores: O romance de Alexandre Dumas 'A Dama das Camélias' lançou uma corrida às camélias em França no século XIX. Também Giuseppe Verdi, que compôs a história das cortesãs, sujo símbolo era a camélia na sua ópera 'La Traviata' não era inteiramente isento de responsabilidade por espalhar a reputação global desta flor exótica. A planta foi nomeada em honra do missionário jesuíta Kamel, que descreveu detalhadamente a sua beleza nas suas cartas. Todas as camélias pertencem à família Theaceae das plantas florescentes. A Camellia sinensis (planta do chá) é a mais famosa, juntamente com a espécie ornamental, Camellia japonica. Assim, não admira que os Ingleses cobiçassem as suas valiosas folhas em meados do século XVIII, quando importavam grandes quantidades de chá da China - provavelmente um esforço para acabar com o monopólio chinês do chá e passarem a ser eles próprios a cultivar aquela que viria a ser a sua bebida nacional. Com esta finalidade, subornaram os chineses, mas os chineses foram mais espertos que os comerciantes ingleses e venderam-lhes a espécie ornamental, Camellia japonica, em vez da planta do chá.

Estrelas de natal para o jardim e pátio

Estas belezas perenes asiáticas crescem no Extremo Oriente há mais de 1.000 anos em florestas luminosas nas montanhas perto do mar. Por vezes, podem ser encontradas a uma altitude de até 3.000 metros, onde os verões quentes e húmidos alternam com Invernos gélidos e nevados. Cuidar delas é estranho e difícil? Não necessariamente! No ambiente certo, podem durar muito tempo e ficar cada vez mais bonitas com a idade. Estas plantas sentem-se mais confortáveis numa posição com luz e sombra, no jardim com um solo poroso e rico em húmus. No Inverno, devem ser protegidas da geada e do sol com bambu ou velo. As camélias em potes conseguem mesmo tolerar ao frio nocturno até - 5°C. Se o clima ficar mais desagradável, precisam de ser trazidas para dentro de casa para conseguirem desenvolver as suas flores abundantes a uma temperatura amena entre 5 e 10 °C, um alta humidade atmosférica e bastante luz.

Comments